sideeffects_2-250x370

Filmes Mais Marcantes da Primeira Metade de 2013

por Alan Drumond
31/07/2013 às 13:57
Os melhores filmes do primeiro semestre de 2013!

Só uma introdução rápida: É meu primeiro post aqui e estou realmente empolgado! Sou amigo de longa data da Nath (15 anos!) e conheci a Olívia por ela. Amo falar sobre cinema e estarei aqui postando minhas opiniões. Vale ressaltar que não sou crítico nem fiz curso especializado nem nada disso, sou apenas um amante da sétima arte e por isso quero a opinião de vocês. Sintam-se livres e acolhidos pra comentarem o que quiserem porque adoro discussões. Esse top 10 foi apenas alguns dos filmes que marcaram esse ano e infelizmente gostaria de ter colocado muito mais do que falarei aqui. So…

 

Já passamos da metade do ano e alguns filmes já marcaram sua passagem em 2013. Tivemos ótimos exemplos em todos os gêneros e o meu objetivo aqui é fazer um apanhado geral dos mais marcantes dessa primeira metade do ano. Foi uma lista difícil de fazer e procurei buscar outras opiniões pra fazer uma lista o mais completa possível. E ah, não vou colocar em ordem de melhor para o pior porque sempre dá briga né? E como peguei pelo menos um exemplo de cada gênero, seria exagero falar que é um top 10 de melhores filmes (o que achei melhor não fazer, visto que isso é muito pessoal). Então vamos lá, começando com os resquícios do Oscar que estreiaram aqui só esse ano:

O Lado Bom da Vida

Sinopse:  Pat Solitano Jr. (Bradley Cooper) perdeu absolutamente tudo na vida: sua casa, o emprego e a esposa. Deprimido, ele vai parar em um sanatório, onde fica internado por oito meses. Ao sair, Pat passa a morar com os pais e está decidido a reconstruir sua vida, o que inclui retomar o casamento, passando por cima de todos os problemas que teve. Entretanto, seu novo plano começa a mudar quando ele conhece Tiffany (Jennifer Lawrence), uma garota misteriosa que também tem seus problemas.

O-Lado-Bom-da-Vida-poster-nacional

Comentário: Tive uma ligação muito forte com Silver Linings Playbook. Sou fã da Jennifer Lawrence (quem não é?) e foi ótimo vê-la conquistando sua primeira estatueta do Oscar por essa atuação. O Lado Bom da Vida é o tipo de filme que, acredito eu, agrada até os mais exigentes. Cheio de vida e um humor bem peculiar,  o longa nos conduz pelo amadurecimento de Pat e como Tiffany afeta sua vida. Com uma trilha sonora gostosa e diversos ensinamentos, O Lado Bom da Vida já se firma como um dos melhores trabalhos do David O. Russell.

O Mestre

Sinopse:  O Mestre é um drama de época sobre a fundação de A Causa, uma organização religiosa criada por Lancaster Dodd (Philip Seymour Hoffman) nos anos 50, depois que ele testemunha o horror na Segunda Guerra Mundial. Plemons faz o filho de Dodd e Warshofsky interpreta um detetive. A trama enfoca principalmente Freddie Quell (Joaquin Phoenix), ex-alcoólatra que se torna aprendiz de Lancaster Dodd, mas começa a questioná-lo quando o culto ganha proporções de fervor cego.

omestre

Comentário: Assistir O Mestre foi uma das mais completas experiências que tive esse ano no cinema. Ficamos esperando cinco angustiantes anos para o próximo longa do excelente Paul Thomas Anderson e o filme conseguiu cumprir toda a expectativa. Fruto de um dos melhores diretores da atualidade, O Mestre vem pra contar as origens da Cientologia e usar dessa crença para falar sobre sociedade, amor, família e busca interior em um mundo pós Segunda Guerra Mundial. O Mestre é um filme denso, um pouco difícil de digerir e talvez não agrade o grande público por isso. Contando com atuações implacáveis (Joaquin Phoenix e Philip Seymour Hoffman incríveis, como sempre),  o longa confirma que Paul Thomas Anderson é  um dos melhores diretores norte-americano.

A Hora Mais Escura

Sinopse: Os ataques terroristas sofridos pelos Estados Unidos em 11 de setembro de 2001 deram início a uma época de medo e paranoia do povo americano em relação ao inimigo, onde todos os esforços foram realizados na busca pelo líder da Al Qaeda, Osama bin Laden. Maya (Jessica Chastain) é uma agente da CIA que está por trás dos principais esforços em capturar Laden, por ter descoberto os interlocutores do líder do grupo terrorista. Com isso ela participa da operação que levou militares americanos a invadir o território paquistanês, com o objetivo de capturar e matar bin Laden.

AHoramaisEscurabrasil

Comentário: Kathryn Bigelow parece ter gostado desse tipo de filme e fez um trabalho semelhante que o executado em Guerra ao Terror, mas aqui ela se sai incrivelmente melhor. Mark Boal também faz um eficiente trabalho como roteirista ao construir a personagem principal primeiro pra depois aprofundar na caça a Bin Laden. Contudo, a maior parte do sucesso deve-se a Jessica Chastain que interpreta Maya, uma agente da CIA que participa da operação de captura. Chastain vem se firmando cada vez mais como uma atriz impecável e aqui isso ficou bem claro. Ela se entrega totalmente ao papel e toda vez que aparece em cena consegue eclipsar todo o resto do elenco. Até pra quem é não é americano, fica impossível não vibrar com cada conquista de sua personagem ou triste pelas tragédias sofridas.

Ainda tivemos Django, Os Miseráveis, Amor, Indomável Sonhadora e  Moonrise Kingdom marcando presença nesse ano. Já nas animações,  a primeira metade de 2013 foi bem fraca. Mas para a nossa felicidade, tivemos a continuação do excelente Monstros S.A:

Universidade Monstros

Sinopse: Mike Wazowski e James P. Sullivan são uma dupla inseparável, mas isso nem sempre foi assim. Do momento que esses dois incompatí­veis monstros se conheceram, eles não podiam suportar um ao outro. Universidade Monstros abre a porta de como Mike e Sulley superaram suas diferenças e se tornaram melhores amigos.

mu3

Comentário: Acredito que todo fã de animação morria de saudade dessa dupla inesquecível. E nada melhor do que ver como essa amizade começou né? Universidade Monstros nos brinda com ótimos momentos e mesmo que não esteja no mesmo nível que o seu antecessor, é diversão garantida.

 

Os fãs de terror e suspense podem ficar felizes.  O ano já nos trouxe dois excelentes exemplares: Um suspense à moda antiga do diretor Steven Soderbergh (que disse ser seu último trabalho) e o tão aguardado remake do clássico oitentista Evil Dead.

Terapia de Risco

Sinopse: Terapia de Risco é um suspense ambientado no mundo da psicofarmacologia – a relação entre alterações de humor e comportamento e o uso de substâncias químicas. A trama acompanha uma mulher, Emily Hawkins (Mara), que toma diversos remédios para conter a ansiedade relacionada à saída do seu marido (Channing Tatum) da prisão. Catherine Zeta-Jones e Jude Law interpretam a dupla de médicos que cuida de Emily.

sideeffects_2

Comentário: Como futuro farmacêutico, foi um prazer a mais assistir à Terapia de Risco. Contando com uma forte crítica à indústria farmacêutica, o filme deixa uma reflexão sobre nossa sociedade que faz uso abusivo de substâncias químicas e o poder dos médicos no tratamento de pacientes que fazem uso de medicamentos para depressão.  Soderbergh  brinca com as atitudes de Emily, o que faz o telespectador questionar quais dessas atitudes são consequências de sua medicação . O filme brinca com o espectador ao jogar diversas informações aparentemente desconexas e uni-las de forma eficiente no seu surpreendente final.

A Morte do Demônio

Sinopse: Mia, uma jovem lutando contra o vício, vai para uma cabana isolada com seu irmão e um grupo de amigos onde a descoberta de um Livro dos Mortos os levará ao perigo e horror quando um deles lê uma passagem do livro e acaba liberando demônios que começam a possuir cada um deles.

Comentário: Remakes/Reboots de clássicos são sempre problemáticos. Os fãs do original nunca ficam satisfeitos e o novo público acaba não se conectando com a história também. No caso do terror, isso é ainda pior. Foram várias tentativas de reviver vilões icônicos como Freddy Krueger, Jason,  Michael Myers etc e todos foram desastrosos. Mas eis que para a salvação dos fãs desse gênero (como eu), surge Sam Raimi, Robert Tapert e Bruce Campbell (diretor, produtor e protagonista do original, respectivamente) para resgatar o brilhantismo dos filmes de terror da década de 80 e que tanto se perdeu ao longo dos anos com o uso constante de CGI. Aqui é tudo à moda antiga: Próteses, maquiagens e aquele nível de realismo absurdo. Contando com uma forte protagonista (Jane Levy) e sucesso de crítica e de público, A Morte do Demônio se destaca por conseguir manter a mesma qualidade do original e pelo retorno da violência gráfica e da brutalidade.

 

Tivemos ótimas surpresas nos grandes blockbusters também, como a continuação da nova versão de Star Trek de JJ Abrams e o novo filme do Superman.

Homem de Aço

Sinopse:  Há anos enviado de Krypton, um avançado planeta alienígena, à Terra, Clark sofre com a derradeira questão: Por que estou aqui? Moldado pelos valores de seus pais adotivos, Martha e Jonathan Kent, Clark logo descobre que ter super-habilidades significa tomar decisões muito difíceis.

O-Homem-De-Aço-Poster-Nacional

 

Comentário: Homem de Aço veio carregado de expectativas e isso talvez tenha atrapalhado muitas pessoas de admirarem o longa. Depois da trilogia sensacional que o Nolan fez com o Batman, o público esperava o mesmo de outro super herói favorito. Ao saber que teria dedo do Nolan e do roteirista de Batman a expectativa aumentou mais ainda. Não é tão grandioso quanto Batman Begins, mas fica bem pertinho. Com uma fotografia linda e com dois atores numa ótima química (Henry Cavill e Amy Adams), Homem de Aço pode não ter sido o melhor filme do Superman já feito, mas foi um excelente começo para essa nova saga.

Star Trek – Além da Escuridão

Sinopse: Quando a tripulação da Enterprise é chamada de volta para casa, eles descobrem que uma força incontrolável de terror dentro da própria organização destruiu a frota e tudo o que ela significava, deixando nosso mundo em estado de crise. Com questões pessoais a resolver, Capitão Kirk lidera uma caçada ao homem que representa uma arma de destruição em massa, localizado em uma zona de guerra. Enquanto nossos heróis se veem em um épico e mortal jogo de estratégia, o amor será desafiado, amizades serão desfeitas e sacrifícios serão feitos pela única família de Kirk: sua tripulação.

Comentário: JJ Abrams conseguiu fazer a alegria de todos os fãs de sci-fi ao redor do mundo com a repaginada que deu à Star Trek. Com uma segunda aventura recheada de ação e marcada por um vilão inesquecível (interpretado por Benedict Cumberbatch), Além da Escuridão mantém o nível de qualidade do primeiro filme e tem seus melhores momentos quando foca na tão divertida amizade entre Kirk e Spock.

 

Para finalizar, dois dos vários dramas incríveis (como A Caça, Ferrugem e Osso, Depois de Lúcia, entre outros) que tivemos esse ano:

Antes do Anoitecer

Sinopse: Depois de se apaixonarem em Viena, em Antes do Amanhecer, e se reencontrarem em Paris em Antes do Pôr do Sol, o casal Jesse (Ethan Hawke) e Celine (Julie Delpy) agora estaria por Messínia, onde descobrimos o destino dos apaixonados.

cartaz_meianoite-705x1024

Comentário: Pra quem é fã de romance, a trilogia de Jesse e Celine é obrigatória. Ethan Hawke e Julie Delpy nos presenteiam mais uma vez com um show de química e diálogos belíssimos, comandados pela direção de Richard Linklater que fecha com chave de ouro a história desse casal tão lindo do cinema.

tumblr_mqogxq5kz71rycmcho1_500

O Grande Gatsby

Sinopse: O Grande Gatsby conta a história do aspirante a escritor Nick Carraway (Tobey Maguire) que sai do centro-oeste e chega à Nova York na primavera de 1922, em meio a uma era de falta de moral, do ápice do jazz, dos reis beberrões e de ações exorbitantes. Perseguindo o sonho americano, Nick acaba vizinho de um misterioso e festeiro milionário, Jay Gatsby (Leonardo DiCaprio), além de conhecer sua prima Daisy (Carey Mulligan) e seu marido mulherengo e de sangue azul, Tom Buchanan (Joel Edgerton). É assim que Nick é atraído para o mundo cativante dos super-ricos, cheio de ilusões, amores e decepções. Enquanto Nick é testemunha, dentro e fora do mundo que habita, ele escreve um conto de um amor impossível, sonhos puros e muita tragédia, criando um reflexo das nossas lutas e tempos modernos.

O-Grande-Gatsby-cartaz

 

Comentário: O Grande Gatsby, adaptação do livro de F. Scott Fitzgerald, é um filme grandiosamente dirigido por Baz Luhrmann. Contando com mais uma atuação impecável de Leonardo DiCaprio (destaque do longa e sempre injustiçado pelas premiações), o filme é um show de sons e cores encabeçado por personagens marcantes interpretados por um elenco de primeira.

 

E aí, o que acharam dos filmes selecionados? Faltou algum que vocês acham que deveria estar aqui? Bora discutir ;)

Alan Drumond
22 anos divagando sobre a vida, o universo e tudo mais. Quase farmacêutico, whovian e eterno fã de ficção científica e terror gore. Adora ser sarcástico, mas nunca entende quando as pessoas são. @alandrumond

Comentários

  1. Rebeca Kim disse:

    AMEEEEEI O POST E QUERO VER OS FILMES QUE AINDA NÃO VI! tipo antes do amanhecer *-*

    desses aí o meu favorito é universidade monstros, eu achei excelente tanto pra crianças quanto pras pessoas que são fãs desde o primeiro filme. tem várias referencias ao primeiro e manteve o ótimo nivel de qualidade da pixar! outra coisa excelente desse filme foi a dublagem. [SPOILER????] MELHOR cena da vida quando o mike fala “assim você mata o papai” HAHAHAHA nunca ri tanto!

    E CADÊ LES MISERABLES?? pra amantes de musical, é um filme lindo, com uma ótima produção, atores sensacionais E ANNE HATHAWAY NÉ, POR FAVOR!

    arrasou no post, Alan!

    • Alan disse:

      Sabia que você ia sentir falta de Os Miseráveis hahaha mas acabei só citando ele porque não queria encher a lista só com indicados ao Oscar, sabe? E obrigado Rebeca, o seu também ficou ótimo!

  2. Iris disse:

    Tô sofrendo que esse semestre eu fui tão pouco ao cinema que perdi boa parte das coisas boas. Maldito tempo! Eu tô querendo muito ver Terapia de Risco e A hora mais escura, mas eu ando muiiiito preguiçosa pra filmes. Btw, ótimo post, Alan!

    • Alan disse:

      Nossa, corre pra ver porque são dois filmes sensacionais. Eu fiquei deslumbrado com a atuação da Chastain em A Hora Mais Escura, admito que até cheguei a torcer por ela no Oscar mesmo sendo fã da Jennifer rs obrigado Íris! :)

Deixe um comentário